quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Tudo posso, quando quero, tudo tenho, quando peço


Ando pensando de como o amor é algo desafiador em nossas vidas, experimentar deste sentimento é algo que me ensina a cada dia. Sabe, por muitas vezes eu acreditei que poderia amar uma só vez, depois passei acreditar que teria mais uma chance e hoje vejo que amar é algo natural na nossa vida, o amor é intenso quando nos tornamos intensos.

Hoje vejo você correndo pelo campo, com flores nas mãos, são flores do campo, brancas, amarelas, vermelhas, elas formam um buquê, você está correndo livre pelas montanhas e dançando, feito bailarina, o vento espalha seus cabelos, eles estão soltos e desfilando pelo ar. Sinto o perfume, não sei se são das flores ou se é o perfume que exala de você. Minha linda menina, você vive guardada em meu coração, vive no pensamento, é história, é sonho, é meu mundo que construí como um conto de fadas na minha realidade.

Você se deitou no gramado para olhar o céu todo azulado e manchado com o branco algodão das nuvens, o céu está sorrindo pra você e o sol brilha de ver sua beleza, existem pássaros sobrevoando e o canto é para reverenciar sua chegada. A natureza se alegra com sua presença, você é parte dela e eu de você, vejo seu sorriso a me ver chegar, vejo seus braços se abrirem para me abraçar, e sinto sua boca a me beijar. Não falamos nada, apenas nos sentimos, nos tocamos e neste sonho, sentimos a realidade de estar junto mesmo na distancia de nossos dias.

O sol está se pondo e a lua a chegar, a luz, do luar, as estrelas a brilhar mais uma noite, as estrelas são os olhos do escurecer a olhar sua beleza, a lua é o lugar que guardamos para o nosso amar, lá no alto, no celestial brilho da prata lunar, lá é o nosso lugar, quando olhares para a lua, lembre-se que estarei lá no alto a te esperar. Posso estar longe, mas minhas palavras fazem eu me aproximar e estar junto a você, não é sonho, não é conto, é o amor a realizar, tudo posso, quando quero, tudo tenho, quando peço.

Hoje eu pedi para estar aí junto a você, e eu estou, quando sentares para tomar seu café, lembre-se, sou o sabor a diluir pela sua boca, quando saborear o alimento desejado, lembre-se que estarei em cada pedaço, quando sentir o vento, sou eu a te tocar, estarei em todos os lugares a te acompanhar, e quando fores dormir, serei o travesseiro para guardar seus sonhos, serei o colchão para lhe colocar no colo e serei o lençol para cobrir e abraçar você.

Talvez eu seja o que você não entenda, mas sempre serei o entendimento do seu amar.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Palavras

Foto: Gui Venturini

Quando minhas palavras chegarem até você pode ser que elas já não tenham a mesma força e poder de quando elas foram ditas. Essas palavras que significam significados são as mesmas palavras que demonstram carinho e sentimentos.

São palavras pensadas, guardadas, expostas que por muitas vezes não são ouvidas. Eu disse a você sobre as palavras, mas você nunca quis entender ou ouvi-las. Em cada uma destas palavras, eu, quis escrever, mas por muitas vezes minha caligrafia se desfez, minhas mãos já não escrevem mais como antes e minhas palavras faladas tem gosto de saudade.

Se todos os dias que passam podem ser escritos, porque deixo as páginas virarem, porque deixo que as palavras se percam no caminho, porque já não as leio mais? O livro escrito está na imaginação, está no amor e na compreensão de todos nós, só não consigo escrever, pois minhas mãos já não obedecem mais a minha mente, minhas mãos seguem a batida do meu coração e no ritmo do vai e vem a minha escrita me completa e descreve tudo entre mente e coração, entre razão e emoção.

As palavras estão soltas e a cada escrita me aprisiona, me coloca em cárcere, me tranca e me faz castigar, o meu pensar, meu amar e o meu desejar.

Se estas palavras fossem escritas da forma que escrevi no passado, se eu, soubesse escrever a mesmas linhas escritas no longínquo tempo a passar, o relógio que na sala contava os segundos, transformou, segundos em minutos, minutos em horas, horas em dias, dias em anos, anos em décadas e décadas em dias atuais.

Continuo vivendo o mesmo tempo passado em tempos atuais e, as palavras, elas continuam perdidas no tempo.

Palavras ao tempo,
Palavras e sentimento,
Palavras...

Um dia eu escrevo, um dia descrevo tudo o que as palavras um dia me contaram.

Hoje é segredo, amanhã, desejo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails