sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Estrelas


Foto: Gui Venturini

No espaço que pedi para o universo plantei estrelas, estrelas que germinam em um céu azul anil que gera em seu ventre; estrelas nascentes, cadentes e incandescentes. Distante de todos nós as estrelas estão como todos nós estamos distantes de nós mesmos, toda noite tento colher estrelas, mas não consigo, apenas vejo o brilho que formam pontos a serem seguidos.

Seguir cada ponto de brilho no infinito escuro da noite, onde a lua se faz única rodeada de estrelas, me faz ligar os pontos e procurar formas, formas que deformam a minha visão perante á distancia que existe entre todos nós e as estrelas.

Estrelas, sempre estarão acima de mim e de todos nós como algo celestial e pontos a serem seguidos para o encontro de nós mesmos. Olhar para o céu, é poder visualizar estrelas, é poder ser dono de todas elas e sentir-se mais um ponto de luz na constelação do universo da ilusão astral.

A gravidade que eleva a minha estrela não é tão “grave” assim, é apenas a forma que busca para o equilíbrio entre o espaço e a terra. O Cruzeiro do Sul não cruza com as Três Marias, mas faz sua fama entre as estrelas e faz das Marias as rainhas do céu e da terra.

Raios iluminados cortam o céu e iluminam o olhar estelar da nave mãe que vem para alimentar com o alimento da via láctea os filhos do zodíaco, Pisces e Virgo que estão aos olhos de Hórus.

Os olhos estão para o céu, como o céu está para todos nós, embarque no inconsciente universal entre o céu e a terra, entre planetas e estrelas, entre humanos e seres da LUZ.

Iluminados são aqueles que enxergam luz na escuridão, pois a escuridão nada mais é do que a ausência da sua própria luz.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Nas ondas do Rádio - Esquenta Pan


Olá amigos (as) como já citei algumas vezes por aqui, vocês sabem que sou apaixonado pelo rádio e não é a toa que tenho uma rádio aqui no blog, pois bem, estou no ar novamente após alguns anos fora, agora todos os domingos a partir das 9h na Jovem Pan Araraquara que você pode acessar de qualquer lugar do mundo clicando aqui.

Divide comigo o programa minha amiga Tina Abdala e juntos esquentamos o seu domingo, afinal, o programa se chama Esquenta Pan, um programa com muita musica nacional e alguma labaredas de internacionais, relembrando sucessos passados e tocando muita musica de sucesso atual, alem de notícias da polícia, do mundo musica, da região de Araraquara-SP e também agenda cultural, um programa que valoriza o rock e pop nacional com noticias, uma revista radiofônica que vale a pena experimentar.

Por isso convido você para experimentar o Esquenta Pan e para também conhecer o nosso blog um canal onde poderemos nos comunicar melhor, venha fazer parte do nosso blog e nos ajudar a fazer o nosso programa.

Espero você para dividirmos mais esse espaço e para nos comunicar cada vez mais.

Sucesso, luz e paz para todos nós.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

As sete ondas e a rosa branca

Foto: Clark Little

Começa mais um ano e junto com ele todos os novos sonhos e as novas promessas em fazer algo melhor. Toda ano é assim, aí paro para lhe perguntar, você conseguiu cumprir algo que prometeu nos anos anteriores? Vou falar por mim, eu não, só prometi e não consegui cumprir nada, não que eu não tenho palavra, mas por que somos levados pela emoção de um recomeço, por acreditar que tudo que pode começar novamente pode ser diferente, realmente pode ser, mas isso acontece quando também usamos a razão e não só a emoção.

2013 chegou e na virada deste ano novas pessoas chegaram na minha vida e acredito que na sua também, como outras se foram e, outras permaneceram. Todo ano é assim, pessoas passam por nossas vidas como folhas jogadas ao vento, algumas enroscam e ficam, outras, se vão até se perderem sozinhas. Por mais perfeito que possa ser para todos acaba sendo imperfeito pra você, pois somos cegos quando não queremos enxergar. Estive cego por muitas vezes e no findar de 2012 passei observar a vida de uma forma diferente, apesar de ser um final consegui encontrar o recomeço para um novo viver que está apenas começando.

Algumas coisas eu tive que deixar por agora, outras, levei comigo, para que o amor prevaleça, uma delas foram os meus anjos que estão crescendo e ensinando a mim como o amor pode ser a melhor expressão em todas as situações mesmo quando existe distancia.

Nos momentos baixos que vivi, eu amei, como nos altos também. O amor é a única opção do tudo quando já não temos nada. Quando digo nada, é nada, nada de pensar, nada de acreditar, nada de ver a frente, nem ao lado e nem atrás, o nada, acaba sendo sua companhia inseparável. Mas quando existe o amor dos filhos, da sua família e das pessoas, manifesta em você e faz que o amor que existe dentro de todos nós, supere e faça exalar por todos os lugares onde você passa e, faz que esse amor, crie forças para uma nova vida e um novo pensar.

Quando pulei as sete ondas na passagem do ano, lembrei que independente de crenças, quero acreditar na força que o amor pode manifestar entre todos nós e que o sete sendo o numero da perfeição passa nos aperfeiçoar a cada dia neste novo ano e, quando a rosa branca foi entregue para a imensidão do mar, mais uma vez, o amor estava lá, pois na mitologia grega e romana, a Rosa, simboliza Afrodite e Vênus, as deusas do amor.

Estou recomeçando mais uma vez, muito mais forte e muito mais confiante, pois o amor sempre falará mais alto em qualquer situação, seja sincero com você, seja verdadeiro com todos à sua volta mesmo com os seus erros, pois afinal não somos perfeitos. Vamos todos nos amar neste novo ano, porque para amar, não se paga, não se cobra, não se vende e não se compra.

O amor é um ato de verdade e de paz com você mesmo e com todos à sua volta.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails