quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Hélio Leites , o poeta, o artista, o novo profeta.


O que mais chama minha atenção no ser humano é sua capacidade de criar, principalmente quando a criação brota de uma forma simples que não exige força, apenas a leveza do pensamento poético, sutil e espontâneo.

Muitos dizem que o mundo não vive só poesia, outros, de poetas o mundo tá cheio, e alguns dizem; isso é pura poesia, o mundo real, não é feito de poesia.

Não sei qual pode estar certo ou se todos estão errados, pois, poetizar, nos faz pensar ou não, mas a sua real função, é nos encher de amor, de pensamentos bons e também ruins, de paciência e acima de tudo, nos faz enxergar o mundo de uma forma totalmente diferente.

O maior exemplo de tudo que falo é; Hélio Leites, poeta, artesão, colecionador de frases, de simplicidade, bondade e acima de tudo um “louco” orador, isso, se podemos chamar de “louco” um ser humano que semeia palavras que nos faz pensar e refletir sobre nossa vida e nossos atos com seus mínimos artesanatos e histórias.

Galeria de Fotos no Flickr Clique Aqui

Hélio Leites mora em Curitiba-PR, suas criações expõem sentimentos, ensinam literatura, discutem valores, educam, emocionam e criam laços entre as pessoas, por meio de objetos feitos a partir de lixo e faz toda uma relação entre, universo e ser humanos, e todas suas dúvidas e questionamentos.



Uma das frases mais sábias de Leites, na minha opinião, é;

“Quem está desempregado é porque está procurando no lugar errado.” Hélio Leites

Não fazendo nenhuma comparação, mas fazendo, Hélio Leites me faz lembrar do profeta Gentileza, que dizia; Gentileza gera Gentileza que ficou conhecido depois de um grande incêndio ocorrido no Gran Circus Norte-Americano em Nitério-RJ e depois da tragédia, pegou um de seus caminhões e foi para o local do incêndio onde hoje encontra-se o H.C.E (Hospital das Clinica do Exercito).

Plantou jardim e horta sobre as cinzas do circo em Niterói, local que um dia foi palco de tantas alegrias, mas também de muita tristeza. Aquela foi sua morada por quatro anos. Lá, José Datrino incutiu nas pessoas o real sentido das palavras Agradecido e Gentileza. Foi um consolador voluntário, que confortou os familiares das vítimas da tragédia com suas palavras de bondade e deixou nas paredes urbanas várias frases.

E assim encerro falando de Hélio Leites com a seguinte frase;

“Não faço questão que as pessoas comprem meus trabalhos. Faço questão que elas saibam que eles existem”.

E também com uma frase de um dos murais do profeta Gentileza;

ESTE É O PROFETA / GENTILEZA QUE / GERA GENTILEZA / COM AMORRR E PAZ / PARA UM BRASIL E UM / MUNDO MELHOR MEUS / FILHOS NÃO USEM PROBLE- / MAS USAMOS A NATUREZA )

E claro, que como um simples poeta que sou ou penso que seja, deixo uma frase da minha autoria;

“Se quiseres saber quem você é, pergunte ao seu coração”. (Gui Ventuini)

Fotos: Unidos do Botão e Gustavo Horn

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails