quarta-feira, 31 de março de 2010

A Dor


Não sei como chamar, pois está relacionado com metáfora, parábola ou fábula, mas seja lá em qual dessas palavras esse texto se encaixe espero que passe a mensagem.

A Dor

O APONTADOR, não apontou a dor e assim começou uma dolorosa estória, pois o PROCURADOR está á procura da dor que a cada dia está mais viva na vida de cada um. Outros vieram para ajudar e desta vez o foi á vez do dedo INDICADOR que tentou indica a dor, mas também não conseguiu.

E assim continuaram até chegar o TRABALHADOR que é um “expert” sobre dor, pois ele trabalha a dor que também não conseguiu dar um diagnóstico convincente e desta forma continuamos a tentar descobrir tudo sobre essa dolorosa palavra.

Para ajudar chegou o ENCANTADOR com sua flauta mágica, encanta a dor, mas não sabia encantar nem ele mesmo, logo após para dar um fim nesta pequena estória o DETONADOR que saiu dos filmes de Hollywood para ajudar e tentar detonar a dor, mas como era já sabido não conseguiu. A cada dia aparecia mais um candidato a ajudar e como não poderia faltar foi á vez do DITADOR que além de intimidar, dita a dor, mesmo assim nada foi resolvido.

E por aí fomos percorrendo todos os lugares e mais colaboradores foram chegando e quando menos esperávamos chegou o PREGADOR que era um representante dos deuses e sua maior especialidade é pregar a dor e como você já sabe; não chegamos a nenhuma conclusão.

Nesta hora já que os deuses não ajudaram tivemos que decorrer ao PENSADOR, porque nada mais, nada menos, ele pensa na dor e sua resposta foi; não penso nem em mim e muito menos na dor, pois ela vive com vocês, vocês podem me responder?

Silêncio total!

O ano foi passando e chegou o inverno e para espantar o frio nos lembramos do AQUECEDOR que era o mais próximo da dor, pois ele aquece a dor e todos queriam saber sobre ela e ele disse; eu aqueço, não falo e por aí continuamos procurando e quando menos esperávamos mais um apareceu e desta vez, quem era?

Quem?

O PURIFICADOR que por toda a vida tenta purifica a dor, mas até hoje nunca conseguiu e quando ninguém tinha mais forças para achar ou entender a maldita dor, chegaram a conclusão que era á hora de chamar o AMADOR, nesta hora, o descontentamento foi geral e assim todos indagaram; se nós não achamos e nem entendemos a dor como um AMADOR poderá nos ajudar? E nesta hora o AMADOR tomou a palavra e disse; se você não pode suportá-la então é melhor amá-la, pois um AMADOR, ama a dor e vive eternamente com ela.

Foto: Gui Venturini

sexta-feira, 26 de março de 2010

Foto & Poesia - Natureza Morta

A natureza mesmo em decomposição nos mostra belezas que além de transformar, também nos mostra formas para amar. Tudo pode estar seco, cortado ou até dilacerado, mas mesmo assim existem forças para resistir e novamente construir.

São fotos e frases que formam um poema ou uma poesia, são rimas, são imagens que manifestam um pedido de socorro, que faz da natureza morta viver intensamente para sobreviver ou morrer.

Broto do amor

Sem cor, sem calor e sem amor... foi assim que ficou.

Resistindo estou, otimista eu sou a espera de um novo amor.

Raízes são como o profundo amor, procuram a terra fértil para fixar a paixão.

Uma nova chance pra quem ama, se ama e se declama.

Murcho eu estou com saudades do seu amor.

Onde existe cor, sempre existirá o amor.

Estranho fiquei, tudo sumiu e as cores se foram.

Escorreu as cores, a vida, logo após sua partida.

Encharcado estou, de tanto chorar por você.

Desbotado, debochado e calado.

Dilacerado ficou o meu coração, depois da nossa separação.


Debaixo dos caracóis dos seus desejos.


Estou contrastando cor e amor.

 
Amor eterno é estar pronto pro que der e vier.

Acabou, mas ainda restou saudade.

Fotos: Gui Venturini

segunda-feira, 22 de março de 2010

Dia Mundial da Água

Não poderia deixar passar esta data tão importante em branco, pois a água é a fonte do nosso viver e infelizmente não estamos tratando ela como merece.

Em 2008 criei este texto poético para um comercial de TV que foi exibido no interior de São Paulo e gostaria de compartilhar com vocês e aproveitar para registrar a data.


 
Água da fonte
 
Água que forma cachoeiras.

Percorre rios, praias e represas.

Água que hidrata e mata a sede.

Água que esculpe a natureza e cria belezas.

Água que não tem cheiro, cor e nem sabor.

Água que cria sons, que traz paz e tranqüilidade.

Água que não tem idade.

Comercial editado na EPTV Central

quarta-feira, 17 de março de 2010

Novos rumos


A vida nos leva automaticamente para lugares desejáveis e indesejáveis, isso é natural para quem vive neste mundo que ultimamente explicitamente nos mostra uma verdadeira troca de valores; onde o certo é o errado, onde o errado é o certo. Vivo me questionando sobre isso e o meu sábio Pai nos últimos dias de sua vida, vivia me dizendo e só hoje consigo enxergar e entender o que ele queria me dizer.

Por isso que continuo aqui tentando entender o não entendido, procurando procurar o escondido, fugindo do real e encontrando o falso que de tão falso se tornou verdadeiro.

Invertendo o invertido eu me contagio com tudo isso, sei lá, mas me parece muito divertido, sem graça ou engraçado já não sei mais o que venha ser. O que era sério se tornou de graça e o que era de graça acabou sendo cobrado. O sorriso se acabou e a minha cara eu dei para bater, coragem ou cansado de ouvir só bobagem? Não sei, apenas estou livre do que sempre me importei, não faço parte do seu grupo, faço parte do meu e eu continuo a sorrir, pois você é muito engraçado.

Não adianta me perseguir, pois sou mais rápido que você; não sou? Não sou mesmo, pois você é o meu pensamento e vive a me encontrar, estou tentando fugir de você, mas você não me deixa em paz, por quê? Porque você vive comigo, você não sabe viver sozinho? Agora você não me responde, por quê? Porque você não é tão importante como você se acha ser, não é? Pois é, eu estou aqui com a cabeça livre, você pode voltar ou prefere que eu pense por você? Apesar quê, eu já faço isso, mas você insiste em me confundir.

Não adianta você nunca vai me entender, pois você quer que eu o entenda, mas você é muito chato e não sabe viver sem o meu viver. Quanto mais eu penso percebo que você não tem nenhum argumento e eu continuo aqui pensando por você.

Enfim, eu estou cansado de pensar, não me atrapalhe, não me crie dúvidas, só deixe ser quem eu quero ser, pois não sou quem você pensa que é, sou apenas um ser humano cansado de ser guiado por um pensar exagerado ou atrapalhado em um mundo devastado que por muitas vezes nos deixa sem nenhum ou com muitos rumos para seguir.

Siga o seu caminho e deixe que eu siga o meu.

Pensamentos são tormentos que vivem a atrapalhar o meu e o seu crescimento.

Foto: Gui Venturini

quarta-feira, 10 de março de 2010

Idas e voltas


Enquanto uns vão outros voltam, vivemos entre idas e voltas, entre alegrias e revoltas.

O ponto de partida e o mesmo ponto de chegada, alguns vão e nem sempre voltam, outros que se foram, retornam por que a saudade é demais e muitos ficam sem saber o que fazer. Entre encontros e despedidas estamos seguindo para algum caminho, caminho este que não tem lugar e nem endereço, mas estamos á procura de alguém que está á procura de um outro alguém.

A despedida nos faz lembrar de um novo encontro, encontro este que traz alegrias e também tristezas, muitas vezes com lembranças e outras esquecidas na esquina de qualquer lugar.

Se a distância me traz a saudade, a aproximação me faz protegido, mas não acolhido, apenas escondido do tormento da solidão. Essa distância me faz pequenino, me faz ser um lobo a procura de uma presa, estamos distantes e no encontro de nós mesmos, estamos fugindo pra lugar nenhum.

Podemos ser um ou muitos, mas não podemos ser todos e nesse meu transtorno eu procuro alcançar e chegar ao mesmo local de onde parti. Não encontro o meu destino e saio da pista, volto de encontro com a realidade, mas não sei onde estou... só sei o que sou e a dúvida fica pra saber quem você é, nessas idas e voltas eu me encontro e por muitas vezes eu me perco, não sei onde estou só sei que quero chegar ao mesmo lugar que desisti.

Se eu vou pra lá, eu quero voltar pra cá, na verdade não sei onde quero ficar só quero estar em todos os lugares que eu possa te encontrar, mesmo se for só pra esperar você chegar.

Um tchau é melhor do que um adeus, um sorriso é melhor do que um balançar de cabeça e um abraço é o encontro de dois corações, seja lá como for a sua expressão é sinônimo de amor e compreensão, e eu, continuo aqui no ponto de partida esperando você despertar.

Nessas idas e voltas o esperar me faz devorar.

Foto: Gui Venturini

segunda-feira, 8 de março de 2010

Dia Internacional da Mulher

Hoje diferente do ano passado estou postando um poema da grande poetisa Cora Coralina que traduz tudo que a mulher representa no universo. No Dia Internacional da Mulher fica aqui minha homenagem a esse símbolo de amor, cuidado e sensibilidade.

Saber Viver

Não sei... Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura... Enquanto durar

Cora Coralina

Homenagem 2009

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails